Blog

Monitoramento e Controle: Importância da Tecnologia para a produtividade

Data: 19 / 06 / 2017 Engenharia e Arquitetura

Se há um bom desafio que as empresas hoje enfrentam é o do monitoramento de seus produtos. Isso é reflexo de três principais fatores: maior competitividade, aumento no nível de customização dos serviços prestados e um mercado consumidor cada vez mais exigente.

Diante disso, não basta que as corporações se contentem em atender um pedido feito: é preciso ter agilidade, precisão, qualidade e, de quebra, surpreendê-lo, para que a experiência seja superada além das expectativas.

Se por um lado isso pode parecer impossível, por outro a tecnologia dá uma mão e tanto para que as empresas façam um monitoramento eficaz. Assim, podem poupar os recursos humanos para fazer aquilo que tecnologia nenhuma (ainda) dá conta: o de criar experiências marcantes para seus consumidores. E não há era melhor para fazer isso do que a que vivemos.

E, na sequência desse post, vamos contar porquê!

Monitoramento e controle com Internet das Coisas

A revolução tecnológica em curso traz uma série de questões (positivas e outras nem tão positivas assim). Mas longe da polêmica, é inegável ignorar a transformação que as empresas devem sentir com a Internet das Coisas.

O termo nasceu a partir de uma sugestão de Kevin Ashton, do Massachusetts Institute of Technology (MIT), ainda em 1999. Ele dedicou-se a analisar as infinitas vantagens que a humanidade desfrutaria a partir do momento em que dispositivos (como relógios, óculos, refrigeradores, etc) estivessem conectados à internet, contribuindo na rotina de empresas e residências, por exemplo.

Esse momento não só chegou como é uma realidade que está logo ali: segundo relatório da PriceWaterHouseCooper (PWC) até 2020 devem haver 50 bilhões de aparelhos conectados, gerando uma infinidade de informações. Na prática, funcionaria mais ou menos assim: quando for ao supermercado, você poderá "perguntar" para a sua geladeira que estará em casa se está faltando determinado item.

Ou então: sem sair de casa, disparar uma compra a partir de necessidade já programada em sua cozinha. Já imaginou?

Agora imagina o que isso pode representar em uma empresa?

Buscamos a inspiração para responder isso em um projeto interessante da empresa R4F. Com o conhecimento na área de redes de sensores sem fio, a startup criou um sistema de monitoramento que promete melhorar o controle de qualidade de estufas agrícolas.

De um modo muito simples e com desenvolvimento bem sofisticado e inteligente, essa solução tecnológica possibilita que o agricultor possa fazer um acompanhamento bem rigoroso das condições microclimáticas da estufa. Detalhe: ele não precisa estar nem no mesmo bairro, cidade, muito menos no país. Basta que esteja com um dispositivo conectado à internet para saber dessa informação. 

Desse modo, ele poderá tomar decisões que auxiliem o manejo, controle de pragas e ainda outros insumos para melhorar a qualidade do que é plantado. Por isso, se engana quem pensa que tecnologia é um recurso que está facilitando o monitoramento de empresas onde vivem engravatados. Vários segmentos estão sendo profundamente impactados por soluções simples e inovadoras.

A corporação ganha em produtividade, rentabilidade e desempenho. E o consumidor se vê ainda mais satisfeito com a qualidade atendida.

É um assunto empolgante, não é mesmo? Quer saber de outras formas de melhorar o monitoramento e controlar a qualidade em sua empresa? Dá uma olhada nesse artigo que mostra uma receita de sucesso para auditar empresas que vem lá do Japão!

Black Belt