Blog

Haters: crimes de ódios são alvos de investigação na internet.

Data: 24 / 05 / 2018 Direito

É certo que a web transformou completamente as relações humanas, aproximando pessoas e reunindo pensamentos e crenças diferentes no mesmo espaço de compartilhamento de ideias.

As plataformas de interações, como aplicativos e redes sociais, a cada dia, recebem novos usuários que anseiam se expressar, aprender algo novo ou apenas se divertir. No entanto, há quem veja a internet como terra de ninguém e, por isso, utilize do relativo anonimato para destilar ódio e cometer crimes contra a integridade sociopsíquica de outros.

Leia também:

Computação Forense & Perícia Digital. Torne-se um perito.

Curso prepara profissionais para atuarem como peritos digitais.

Quer se tornar um perito digital e atuar na área? Clique e saiba como.

A justificativa usada, muitas vezes, é a tão falada liberdade de expressão. De acordo com a Constituição Federal, a liberdade de expressão é um direito garantido. Assim, os indivíduos são livres para manifestar o pensamento, desde que não fiquem no anonimato.
 

O que são haters?

Em tradução literal do inglês, hater é "aquele que odeia". No mundo virtual, são denominados haters as pessoas que utilizam da plataforma virtual para promover ódio gratuito, muitas vezes cometendo crimes. Entre as práticas mais comuns dos haters estão o bullying e o cyberbullying. De acordo com estudiosos do comportamento humano, os haters geralmente são pessoas infelizes ou insatisfeitas, que buscam, através da depreciação de outras pessoas, minimizar suas próprias dores e aflições.

Os alvos principais dos haters na internet são figuras públicas, como políticos e artistas. É através das redes sociais, principalmente, que eles agem com comentários odiosos, preconceituosos e criminosos.
 

Crimes contra a honra identificados na internet

Entre os crimes mais comuns cometidos por internautas estão:


1. Calúnia É o ato de atribuir publicamente a alguém a autoria de um crime, acusando sem provas.
2. Injúria Se dá quando alguém desonra e prejudica diretamente uma pessoa, atribuindo-lhe termos depreciativos.
3. Racismo Conjunto de atitudes que subjuga pessoas de acordo com sua origem étnico-racial.
4. Homofobia Consiste em aversão, muitas vezes em tons de agressividade, a homossexuais.
5. Ameaça É quando se intimida ou impõe algo sobre temor de sofrimento.
 

Papel da perícia digital na investigação de crimes na internet

À perícia digital está incumbido o trabalho de coletar informações que leve à autoria do crime praticado no ambiente virtual.

Através de ferramentas adequadas, os peritos digitais podem rastrear, localizar e identificar pistas que provem a incidência de crime e os possíveis culpados.

O primeiro passo após a denúncia é a coleta e preservação de informações digitais. Os peritos acessam as variadas plataformas, aplicativos e redes sociais em busca dessas informações. Em seguida ocorre a análise dessas informações.

Graças ao preparo que tiveram em sua formação, os peritos digitais analisam as informações extraídas para, finalmente, produzir o laudo pericial com base no que conseguiu juntar e produzir.

A comprovação da autoria do crime virtual é juntada aos autos do processo, que ficam à disposição da justiça para os procedimentos cabíveis. Para conhecer mais sobre o trabalho da perícia digital e saber como se tornar um perito, clique aqui.