Blog

Auditoria financeira: conheça 3 pontos importantes

Data: 18 / 07 / 2018 Gestão e Negócios

Uma empresa geralmente é formada por estruturas diversas e complexas relações. Entre seus vários departamentos, existe um que desempenha função vital para a continuidade e lucratividade dos negócios. É o departamento financeiro.

É de atribuição do departamento financeiro atividades como gestões de contas, contabilidade, planejamento e a gestão de riscos, por exemplo. Diante deste quadro de responsabilidades, o departamento financeiro deve ser tratado com o peso que representa para a empresa.
 

Leia também:

Auditorias Digitais e Cruzamentos de Informações. Clique aqui e saiba mais.

Gerencie melhor os tributos, diminua a carga tributária e aumente a lucratividade.

MBA prepara contadores para atuarem como verdadeiros gestores contábeis.
 

Uma das formas de manter o departamento financeiro sempre saudável e operante é a verificação e constatação dos processos por ele desenvolvido.

Chamada de auditoria financeira, este processo visa, de forma sistemática e padronizada, esclarecer dúvidas, identificar problemas e evitar perdas na empresa.
 

1. Quando devo realizar uma auditoria financeira?

Auditar financeiramente uma empresa significa detalhar seus processos, visando a comprovação de suspeitas e garantindo que os objetivos definidos sejam cumpridos. No que se refere à auditoria financeira que busca verificar fraudes, o processo pode ser de forma rígida e punitiva. E é por suspeitas de fraudes que muitas empresas decidem que é hora de realizar uma auditoria financeira.

De acordo com os dados divulgados pela empresa de investigação americana Kroll, 74% das empresas brasileiras sofreram pelo menos um episódio de fraude em 2013.

O relatório ainda apontou que o crime mais comum praticado dentro das empresas foi o roubo de estoque ou de ativos.

Embora a auditoria financeira seja indicada quando houver suspeitas de roubos ou fraudes, promover este trabalho de auditagem de forma permanente, evita que procedimentos mais complexos e rigorosos precisem ser aplicados.
 

2. Auditoria interna ou externa?

Quando a empresa resolve que está na hora de realizar uma auditoria financeira, muitas questões são levantadas. A principal dela é sobre a forma de conduzir a audição.

Podendo ser realizada de forma interna ou externa, a auditoria financeira deve analisar documentos, buscar evidências e comprovar a forma como as finanças estão sendo conduzidas. A auditoria interna é desenvolvida por profissionais do quadro de funcionários da empresa, já a auditoria externa é conduzida por empresa ou profissional terceirizado.

No entanto, a imparcialidade dos agentes envolvidos na realização da auditoria deve ser incontestável, uma vez que, depende dos resultados apresentados a tomada de decisões futuras.
 

3. Quem deve ser o responsável pela auditoria financeira?

Independente da forma que a empresa opte para realizar sua auditoria financeira (interna ou externa), os profissionais envolvidos precisam estar totalmente capacitados para este trabalho de tamanha importância para os processos empresariais e a própria longevidade dos negócios.

Uma das formas de capacitação mais procuradas por profissionais das áreas contábeis e financeiras que desejam instaurar a auditoria financeira em seus negócios é o MBA em Contabilidade, Auditoria & Gestão Tributária oferecido pela PRAEVI | IPOG.

Indicado para empresários, consultores, diretores, gerentes, supervisores, gestores de projetos e demais procissionais que se relacionem de forma direta ou indireta com a área tributária, o MBA Contabilidade, Auditoria & Gestão Tributária prepara estes profissionais não só para a realização de auditoria financeira, como promove a formação completa de gestores contábeis.

Para saber mais sobre este MBA e os diferenciais oferecidos na formação de gestores contábeis, clique aqui.